Crianças na África Subsaariana morrem de covid-19 a uma taxa mais alta do que no resto do mundo

Crianças na África Subsaariana que são hospitalizadas com covid-19 estão a morrer a uma taxa muito maior do que crianças nos EUA e na Europa, de acordo com um novo estudo publicado na JAMA Pediatrics e liderado por um epidemiologista de doenças infecciosas da Universidade de Pittsburgh.

Entre as crianças africanas internadas com covid-19 em 25 hospitais, entre março e dezembro de 2020, crianças menores de 1 ano tiveram quase cinco vezes o risco de morte do que adolescentes de 15 a 19 anos. Crianças de todas as idades com comorbilidades, incluindo pressão alta, doenças pulmonares crónicas, distúrbios hematológicos e cancro, também apresentaram maior risco de morrer.

“Embora o nosso estudo tenha analisado os dados do início da pandemia, a situação não mudou muito para as crianças da África”, disse o autor do estudo Jean B. Nachega. “As vacinas ainda não estão amplamente disponíveis e os cuidados intensivos pediátricos não são facilmente acessíveis”.

O estudo examinou os resultados de 469 crianças com idades entre os 3 meses e 19 anos que foram hospitalizadas num de seis países: República Democrática do Congo, Gana, Quênia, Nigéria, África do Sul e Uganda.

O estudo, que incluiu investigadores nos seis países africanos que forneceram dados, descobriu que 34,6% das crianças hospitalizadas foram internadas numa unidade de terapia intensiva (UTI) ou necessitaram de oxigénio suplementar, e 21,2% das internadas na UTI necessitaram de ventilação mecânica.

Durante o período estudado, 39 – mais de 8% – das crianças morreram. Isso compara com taxas entre 1% e 5% que foram relatadas em países de alto rendimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

O Presidente russo, Vladimir Putin, apelou ao Exército ucraniano para que retirasse o apoio ao Governo ucraniano, o que significa…
Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Ucrânia, Dmytro Kuleba, confirmou os relatos de ataques e bombardeamentos a creches e orfanatos…
Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

As autoridades russas detiveram mais de 1.800 manifestantes que se opuseram à invasão à Ucrânia.  “Nós estamos preocupados com as…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin