África Subsaariana | Sahel | Segurança

EUA atualizou riscos associados à Mauritânia

O Departamento de Estado norte-americano emitiu um aviso aos viajantes para os riscos associados à Mauritânia, particularmente nas regiões do leste do país.

Em comunicado, o Departamento de Estado alerta para as atividades de grupos terroristas, com destaque para a Al Qaeda do Magreb Islâmico (AQMI), que está radicada nas regiões fronteiriças com o Mali.

Este aviso vem atualizar o último alerta, emitido em Outubro de 2014, fornecendo um novo ponto de situação sobre o estado das ameaças nesta região.

As regiões de Guidimagha, Hodh El Charghi e Hodh El Gharbi, na fronteira sudeste com o Mali, a metade oriental da região de Assaba (leste de Kiffa), Tidjikja e a metade oriental da região de Tagant (leste de Tidjikja), a metade oriental da região de Adrar (leste de Ouadane) e a região de Zemmour (nordeste da Mauritânia) são consideradas todas zonas de risco elevado relacionadas com raptos e atividades terroristas.

O pessoal diplomático em Nouakchott está proibido de sair da capital sem autorização e de circular à noite ainda que na capital mauritana.

 

 

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo