EUA ordenou às famílias do pessoal diplomático na RDC para deixarem o país

Os Estados Unidos ordenaram que as famílias do pessoal diplomático na República Democrática do Congo (RDC), que deixem o país devido a uma onda de violência,  disse o Departamento de Estado em comunicado.

“Devido à deterioração da segurança, os membros da família do pessoal do governo dos EUA foram obrigados a deixar o país a 29 de setembro.” A violência eclodiu em 19 de setembro em  Kinshasa, causando cinquenta mortes, de acordo com o Alto Comissariado da ONU para os direitos Humanos. A oposição refere uma centena de mortos.

Ontem, quinta-feira, Kinshasa acusou Washington de responsabilidade no “caos” na RDC, na sequência das sanções financeiras contra dois altos responsáveis militares congoleses.

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Cabo Verde: PR condena "actos violentos antidemocráticos" no Brasil

Cabo Verde: PR condena "actos violentos antidemocráticos" no Brasil

O Presidente da República de Cabo Verde, José Maria Neves, condenou neste domingo, 08 de janeiro, os “actos violentos antidemocráticos”…
Brasil: ONU condena tentativa de golpe contra a democracia brasileira

Brasil: ONU condena tentativa de golpe contra a democracia brasileira

A mais alta instância da diplomacia internacional emitiu um alerta sobre a crise vivida pelo Brasil. O secretário-geral da ONU,…
Cabo Verde: SINDPROF contra passagem automática dos alunos do 1º ao 4º ano

Cabo Verde: SINDPROF contra passagem automática dos alunos do 1º ao 4º ano

Lígia Herbert, Presidente do SINDPROF, reitera que “é urgente arrepiar caminhos e acabar com as passagens automáticas, para o bem…
Angola: João Lourenço critica manifestação no Brasil

Angola: João Lourenço critica manifestação no Brasil

O Presidente da República de Angola, João Lourenço, condena a manifestação ocorrida em Brasília, capital brasileira, neste domingo, 08 de…