África Subsaariana | Segurança

Exército nigeriano resgata 76 alunas desaparecidas de Dapchi

As forças armadas da Nigéria resgataram 76 estudantes e recuperaram os corpos de outras duas na quarta-feira, depois de as jovens terem desaparecido durante um ataque do Boko Haram na aldeia de Dapchi, no estado de Yobe, no nordeste do país.

O governo do estado de Yobe também confirmou o resgate das estudantes. “O governo do estado de Yobe informa o público que algumas das alunas da Academia Técnica de Ciências das Meninas do Governo (GGSTC) cuja escola foi atacada por terroristas do Boko Haram na segunda-feira passada, foram resgatadas por oficiais e homens do exército nigeriano.

Na terça-feira os responsáveis pela escola tinham anunciado o desaparecimento de 91, depois de feita a contagem na sequência do ataque do grupo jihadista.

Entretanto, o presidente nigeriano, Muhammadu Buhari deu ordem às agências de segurança para garantir que todas as alunas desaparecidas sejam encontradas.

Os rebeldes do Boko Haram chegaram a Dapchi na segunda-feira à noite em camiões, armados e pintados com camuflagem militar, de acordo com testemunhas.

A polícia nigeriana e o Ministério da educação regional negaram que tenham ocorrido raptos, mas pais e outras testemunhas disseram que algumas meninas ainda estavam desaparecidas.

 

A Nigéria ainda está assombrada pelo rapto de mais de 270 estudantes da cidade de Chibok, pelo Boko Haram, em 2014.

O Boko Haram, cujo nome significa “a educação ocidental é pecado”, luta pela imposição de um Estado islâmico na Nigéria, um país predominantemente muçulmano no norte e maioritariamente cristão no sul.

Desde 2009, a insurgência fez mais de 20.000 mortos, e segundo as Nações Unidas, 1,6 milhões de pessoas foram deslocadas e 4,7 milhões precisam de assistência alimentar com urgência.

 

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo