África Subsaariana

Gabão: Ali Bongo nomeia Raponda como primeira-ministra, primeira mulher no cargo

O presidente do Gabão, Ali Bongo, nomeou na quinta-feira, 16 de julho, Rose Christiane Ossouka Raponda para o cargo de primeira-ministra. Raponda é a primeira mulher na história do país a ocupar o cargo.

A governante, de 56 anos, sucede a Julien Nkoghe Bekalé, e ocupará o cargo por um ano e meio, de janeiro de 2019 a julho 2020.

“Antes de escolher a personalidade, o presidente considerou as missões prioritárias a serem cumpridas e depois procurou as competências necessárias para que fossem cumpridas. Foi então que, naturalmente, o nome de Ossouka Raponda surgiu”, refere uma fonte do Palais du Bord de Mer.

A missão prioritária da nova primeira-ministra será, sobretudo, a recuperação económica e o alcance de apoio social para os gaboneses num contexto global marcado pelas consequências da crise de Covid-19.

Habilitações

Economista por formação, Raponda licenciou-se no Instituto Gabão de Economia e Finanças, com especialização em finanças públicas. A atual governante iniciou a sua carreira como diretora geral de economia e vice-diretora geral do Banco Habitacional do Gabão. Em 2012, ingressou no governo como Ministra do Orçamento, Contas Públicas e Serviço Público.

Em 2014, foi eleita vereadora no terceiro distrito da cidade de Libreville, pelo Partido Democrático do Gabão (PDG), antes de ser eleita presidente da câmara da capital, a primeira desde 1956.

No início de 2019, Rose Christiane Ossouka Raponda ocupou o cargo de Ministra da Defesa Nacional com o posto de Ministro de Estado. Esta nomeação ocorreu menos de três semanas após o golpe de um grupo que ocupou rádio e televisão públicos por algumas horas.

 

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo