África Subsaariana

Gabão: Estabilidade continua de acordo com o FMI

Após um encontro com o Presidente da República gabonesa, o Chefe de Missão do Fundo Monetário Internacional (FMI) no Gabão estima que a situação económica no Gabão se estabilize.

O Gabão está gradualmente a emergir de uma crise económica acelerada pela queda nos preços do petróleo. Embora o desemprego continue a ser uma preocupação, o crescimento deve continuar. Esta é a principal informação após a audiência concedida por Ali Bongo em 2 de outubro à delegação do Fundo Monetário Internacional (FMI). Segundo Boileau Yeyinou Loko, “a situação económica está a estabilizar-se”.

Sob o mecanismo de crédito estendido (MEDC), apoiado pelo Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) e outros parceiros técnicos e financeiros, o Gabão assinou um contrato de três anos com a instituição de Breton Woods, que deverá expirar em 2019. Se o principal interesse deste acordo é “aumentar a credibilidade do Gabão junto a investidores e doadores”, o FMI fornece ao país bons pontos para atingir esse objetivo. Segundo a organização, país está a realizar esforços de consolidação fiscal, e está a preparar-se para receber uma missão da instituição para a 4ª e 5ª revisões do programa que as vinculam.

Boileau Yeyinou Loko e Ali Bongo também discutiram “a avaliação do referido programa”. Para o representante do FMI, o crescimento deve ir além da estrutura macroeconómica. “Garantimos que o crescimento não seja visto apenas no nível macroeconómico, mas também que seja percebido pela população”, afirmou.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo