África Subsaariana | Ásia

Gabão prepara-se para a participação na primeira Cimeira Rússia-África

A primeira cimeira Rússia-África acontecerá de 22 a 24 de outubro em Sochi. O presidente Ali Bongo Ondimba, muito próximo do presidente russo Vladimir Putin, pôde participar.

O Ministro da Promoção do Investimento gabonês, Jean-Fidèle Otandault, reuniu-se esta semana com o embaixador russo no Gabão, Dimitri Kurakov, com o foco na participação do Gabão na primeira cimeira Rússia-África a ser realizada entre 22-24 de outubro em Sochi.

Nos últimos anos, a Rússia investiu muito no fortalecimento dos laços diplomáticos e económicos com África. Daí a organização desta cimeira Rússia-África, que reunirá chefes de estado e de governo africanos, bem como líderes empresariais russos e africanos.

As relações entre o Gabão e a Rússia remontam a 46 anos. Nos últimos anos, o comércio entre os dois países intensificou-se. Em seis anos, passaram de 600 milhões de francos CFA para mais de 65 mil milhões de francos. Nos últimos anos, várias centenas de gaboneses foram formados em universidades russas.

“Para a Rússia, que tenta recuperar uma posição em África, após um longo período de declínio após o fim da Guerra Fria e o colapso do bloco oriental, o Gabão é um país estratégico, tanto em termos de matérias primas, segurança – é um dos poucos países realmente estáveis na África Central – e diplomático”, refere um cientista político, especialista da Rússia e dos países da Europa Oriental. “É por isso que o Gabão é inquestionavelmente um convidado importante aos olhos da Rússia no âmbito desta primeira Cimeira Rússia-África. Eu até o chamaria de convidado premium“, acrescenta.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo