Gâmbia: Barrow aconselha os gambianos a afastarem-se do tribalismo

O presidente gambiano, Adama Barrow, aconselhou os gambianos a manter a paz e abster-se de sentimentos tribais, afirmando que nunca pode dar espaço para o desenvolvimento.

Barrow fez essas declarações em Bansang no nono dia de sua viagem oficial. Em seguida, foram realizadas outras duas reuniões em Mamut Fana e Boiram, no distrito de Lower e Upper Fula Dou da região do alto rio (URR).

O Chefe de Estado observou que a questão da noção tribal em qualquer país em particular desencorajará as suas ambições de desenvolvimento, acrescentando que uma nação nunca poderá atingir os seus objetivos de desenvolvimento se cidadãos que deveriam promover a paz e trabalhar para o desenvolvimento, permitirem influência tribal entre si.

Barrow disse que ser membro de qualquer tribo não tem importância para o desenvolvimento do país, acrescentando que só se pode ser um gambiano se desejar paz e união no país.

“O que precisamos como gambianos é afastar a questão do tribalismo e trabalhar para construir a paz e a coesão entre nós e saber que a Gâmbia não pertence a ninguém, mas a todos nós”, sublinhou o Presidente gambiano.

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Moçambique: MDM garante que "jamais fará oposição à oposição"

Moçambique: MDM garante que "jamais fará oposição à oposição"

O MDM declarou em conferência de imprensa que está aberto à ideia de fazer uma coligação com os restantes partidos…
Moçambique: Professor e agente da FADM detidos por envolvimento no tráfico de drogas

Moçambique: Professor e agente da FADM detidos por envolvimento no tráfico de drogas

A Polícia da República de Moçambique (PRM) deteve na última semana duas pessoas, Distrito de Namacurra, na província da Zambézia,…
Brasil: atentado a escolas deixa quatro mortos e 13 feridos

Brasil: atentado a escolas deixa quatro mortos e 13 feridos

O estado do Espírito Santo, no Brasil, viu duas das suas escolas serem alvo de atentados, no último dia 25…
Angola: João Lourenço pede serenidade em São Tomé e Príncipe

Angola: João Lourenço pede serenidade em São Tomé e Príncipe

O chefe de Estado angolano, João Lourenço, pediu às autoridades são-tomenses que ajam com espírito de justiça e serenidade, de…