Gâmbia: Intransigência de Yahya Jammeh pode destabilizar a região

Depois de ter reconhecido a 9 de dezembro a derrota na eleição presidencial, e assumir publicamente a vitória do seu opositor Adama Barrow, Yahya Jammeh decidiu voltar atrás e pediu ao Supremo Tribunal, por intermédio do seu partido, para anular e refazer as eleições.

A crise despoletada com a reviravolta de Jammeh, há 22 anos no poder, levou uma delegação da Comunidade Económica dos Estados da África de Oeste (CEDEAO), chefiada pela presidente liberiana Ellen Johnson Sirleaf, deslocar-se à Gâmbia para tentar desbloquear a intransigência de Yahya Jammeh.

Pouco antes da chegada da delegação, a polícia gambiana, que continua fiel a Jammeh, encerrou os escritórios da Comissão Eleitoral Independente (CEI), que anunciaram a vitória de Barrow. A iniciativa da CEDEAO é considerada pela Comunidade Internacional como a “derradeira hipótese” para saída da crise

No Senegal, onde a Gâmbia está enclavada, a imprensa sugere com frequência que Dakar estará disposta a intervir militarmente para forçar a saída de Jammeh.

Para vários observadores a prioridade é o desarmamento imediato das forças fieis a Yahya Jammeh, a fim de evitar uma escalada da violência caso Jammeh recuse abandonar o poder. Um cenário que poderá transformar-se em violências e purgas étnicas.

One Comment

  1. […] armada externa, já sublinhada como uma hipótese por de Souza – por exemplo, no Senegal essa possibilidade tem sido sugerida pela comunicação social deste país como sendo a única hipótese de forçar Jammeh – parece ser cada vez mais evidente, o […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Angola mantém aposta na diplomacia económica

Angola mantém aposta na diplomacia económica

O ministro das Relações Exteriores de Angola, Téte António, reiterou a aposta do Governo na promoção da diplomacia económica. O…
Investigadora do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra ganha pela segunda vez concurso ERC

Investigadora do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra ganha pela segunda vez concurso ERC

A Investigadora Principal do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra (CES-UC), Ana Cristina Santos, acaba de ganhar um…
Cabo Verde: PR propõe fundos para autonomia dos municípios

Cabo Verde: PR propõe fundos para autonomia dos municípios

O Presidente da República de Cabo Verde, José Maria Neves, propõe a criação de um Fundo de Desenvolvimento Local e…
Timor-Leste: Representante da CPLP apela à participação nas presidenciais

Timor-Leste: Representante da CPLP apela à participação nas presidenciais

O chefe da missão de observação da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) às eleições presidenciais em Timor-Leste, o…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin