África Subsaariana

Gâmbia: Ministro da Justiça adverte que Yahya Jammeh será preso se regressar ao país

Yahya Jammeh

O procurador-geral e ministro da Justiça Abubacarr Baa Tambadou afirmou no domingo, 19 de janeiro, que o ex-presidente Yahya Jammeh será preso regressar ao país.

“Se o ex-presidente Yahya Jammeh voltar a este país, será preso imediatamente e acusado dos crimes mais graves. Será submetido a um processo de prestação de contas como qualquer outra pessoa comum acusada neste país. Nenhuma influência política impedirá que isso aconteça ”, garantiu.

As declarações do Ministro da Justiça ocorreram três dias depois de os apoiantes da Aliança para Reorientação e Construção Patriótica terem enviado um documento à CEDEAO, UA e ONU exigindo o regresso do seu Líder Supremo, Yahya Jammeh.

O ex-presidente está exilado na Guiné Equatorial desde 21 de janeiro de 2017, depois de ter perdido as eleições a favor do presidente Adama Barrow, candidato à Coligação 2016.

Jammeh, juntamente com quatro tenentes, derrubou o governo PPP a 22 de julho de 1994 e governou a Gâmbia durante 22 anos sendo acusado de ter cometido várias violações de direitos, incluindo estupro e assassinato.

O governo criou uma Comissão de Verdade, Reconciliação e Reparações (TRRC) para investigar as supostas violações de direitos e formular indemnizações.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo