África Subsaariana | Economia

Gâmbia: Nível de empréstimo reduzido para 5,5%

O Presidente da Gâmbia, Adama Barrow, declarou que a economia da Gâmbia teve um crescimento estável, e que as taxas de juros dos títulos do Tesouro indicam uma diminuição dos empréstimos de 17,4% para 5,5%.

Barrow divulgou esses números durante uma entrevista exclusiva com Sankulleh Janko na última segunda-feira na Presidência, destacando o progresso que a economia está a fazer, e recordando números muito diferentes da altura em que assumiu o cargo.

“Se olhar para os números que tínhamos quando chegamos ao poder, tivemos uma margem de um mês para cobrir as nossas importações, enquanto hoje temos cinco meses”. “Se olhar para as taxas de juros dos títulos do tesouro, que foi algo como 17,4%, verá que hoje chegamos a 5,5% com esses mesmos títulos do tesouro. Os empréstimos estão em baixa, acho que a economia está saudável.”, disse o Chefe de Estado. “Mostramos queo  nosso governo é financeiramente disciplinado e conseguimos isso em 18 meses.”, Barrow.

O líder gambiano continuou citando que o Plano Nacional de Desenvolvimento era o mais importante neste momento. Este guia é necessário para que possam alcançar seus objetivos. Nenhuma nação pode ser liderada sem um plano.

Na entrevista, o Presidente enalteceu o fato de que “Conseguimos nos unir, pensar juntos. Os nossos técnicos e as instituições internacionais ajudaram-nos a desenvolver o nosso Plano Nacional de Desenvolvimento.”

“Esta é a razão pela qual fomos capazes de fazer uma boa apresentação em Bruxelas, que gerou promessas no valor de 1,7 mil milhão. Este é um recorde para a nossa nação.”, congratulou-se.

O Chefe de Estado também disse que as reformas no setor de segurança visam capacitar e equipar o pessoal do setor.

Barrow avançou também a existência de muitos projetos  com o objetivo de melhorar a qualidade de vida dos gambianos, instando os gambianos a unirem-se e trabalharem juntos para promover um crescimento económico nacional saudável.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo