Gâmbia: Tropas senegalesas entraram por engano em território gambiano

A comunidade da vila de Sare Omar, na região do Baixo Rio (LRR), informou as Forças Armadas da Gâmbia, que foram destacadas na vila, que as tropas senegalesas alegaram ter entrado por engano no território da Gâmbia enquanto estavam em patrulha. O major Lamin K. Sanyang, porta-voz das Forças Armadas da Gâmbia (GAF) confirmou a informação.

Na noite de quarta-feira, foi divulgado nas redes sociais um vídeo que mostrava tropas senegalesas em conflito com civis gambianos na vila fronteiriça de Sare Omar, um ato que provocou indignação entre a população.

O Alto Comando das GAF enviou imediatamente tropas para a vila de Sare Omar, com o objetivo de aprofundar o ocorrido, alegando que as tropas senegalesas tinham entrado ilegalmente na Gâmbia.

PRO Sanyang declarou que “Esta manhã, as GAF receberam informações de diferentes fontes dizendo que as tropas senegalesas entraram na vila de Sare Omar no LRR e que os moradores e a comunidade pediram-lhes que se retirassem.”

O que posso confirmar é que estamos cientes do desenvolvimento e o que fizemos foi instruir imediatamente o Comandante do 2º Batalhão de Infantaria de Farafenni, Coronel Timothy Sanyang, a investigar o assunto e reportar ao alto comando em Banjul o que exatamente aconteceu na vila de Sare Omar.”

Segundo o porta-voz das GAF “O que Timothy Sanyang fez imediatamente foi enviar uma equipa de patrulha para a vila de Sare Omar o mais rápido possível. Posso confirmar que a equipa de patrulha foi a Sare Omar e entendemos que existe um local de desembarque de madeira em LRR.”

Timothy Sanyang informou também que “a população de Sare Omar indicou às tropas da Gâmbia que o pessoal das Forças Armadas do Senegal tinha três veículos de recolha e um transportador de pessoal blindado (APC), com cerca de 20 a 30 pessoas num posto de guarda em Amdalai, atravessou a fronteira e entrou no território da Gâmbia”.

Os soldados senegaleses afirmaram estar em patrulha de rotina perto da fronteira e que estavam meio perdidos e encontraram o caminho para a vila. Foi então que os jovens da aldeia, assim como outros membros da comunidade, pediram que fossem embora e as forças senegalesas concordaram e deixaram Sare Omar“, referiu Sanyang.

 

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Cabo Verde é dos 21 melhores destinos para visitar em 2023

Cabo Verde é dos 21 melhores destinos para visitar em 2023

Cabo Verde encontra-se entre os 21 melhores destinos para se visitar em janeiro de 2023, de acordo com a lista…
Angola: Acidentes de viação são segunda causa de morte do país

Angola: Acidentes de viação são segunda causa de morte do país

A Vice-Presidente de Angola, Esperança da Costa, partilhou a sua surpresa no que diz respeito à existência de um grande número…
Moçambique recebe mais USD 59 milhões do FMI para OE

Moçambique recebe mais USD 59 milhões do FMI para OE

O Fundo Monetário Internacional (FMI) concluiu a primeira avaliação do programa de financiamento de três anos ao Orçamento do Estado…
Moçambique: FMI prevê elevado crescimento do crédito à economia

Moçambique: FMI prevê elevado crescimento do crédito à economia

O Fundo Monetário Internacional (FMI) estima um crescimento considerável do crédito à economia em 2023 para Moçambique.  Se isso se…