África Subsaariana

Guiné-Conacri: A poucos dias da eleição presidencial FNDC publica lista de vítimas dos protestos anti-Condé

A Frente Nacional de Defesa da Constituição (FNDC), publicou uma lista das vítimas mortais da repressão ao movimento contra um terceiro mandato do presidente cessante da Guiné-Conacri, Alpha Condé.

Segundo o movimento, pelo menos 92 manifestantes anti-Condé terão morrido vítimas da repressão aos protestos contra um terceiro mandato do presidente Alpha Condé.

Desse total, 90 morreram desde 14 de outubro de 2019, 92 incluindo duas pessoas que morreram anteriormente em junho, indica um membro do FNDC, Sékou Koundouno.

“Nada menos que 45 pessoas foram mortas a balas. Dos 92 mortos, oito ainda não foram identificados por terem sido enterrados à noite na sequência da violência em Nzérékoré (sul) em torno do polêmico referendo constitucional de 22 março, disse a fonte.

Embora admita que tenha havido mortes, o ministro da Segurança, lbert Damantang Camara, recusou a prestar “contas macabras” para uma exploração política.

No poder desde 2010, o presidente Condé, que se candidatou a um polémico terceiro mandato, teve uma nova lei fundamental aprovada no início deste ano num referendo boicotado pela oposição, permitindo ao presidente recandidatar-se.

ONGs acusaram as forças de segurança de usar força desproporcional para suprimir os protestos anti-Condé.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo