África Subsaariana

Guiné-Conacri: Abdourahamane Sanoh e vários outros líderes do FNDC em liberdade

Após várias horas de debate, o Tribunal de Recurso de Conacri decidiu conceder liberdade provisória ao coordenador da Frente Nacional de Defesa da Constituição (FNDC), Abdourahamane Sanoh, bem como a Sékou Koundouno, Sam Bill, Ibrahima Diallo, Badra Koné, Elie Kamano e vários outros membros do movimento contra o terceiro mandato de Alpha Condé.

No processo, a defesa considerou que os direitos dos acusados estavam impedidos, afirmando que os investigadores não sabiam o motivo das prisões de Abdourahamane Sanoh e restantes detidos.

“As nossas leis proíbem a prisão arbitrária. Os nossos clientes foram presos sem requisição preliminar”, afirmou Pépé Antoine Lamah, um dos advogados de defesa, denunciando falhas processuais.

“Pedimos encaminhamento para uma nova audiência para a qual estaremos prontos para nos defender”, disse o advogado, deixando claro que durante todo o julgamento que ocorreu em primeira instância no tribunal de Dixinn “não se referia multidão armada. Os direitos de um julgamento justo não foram respeitados”.

A procuradoria não encontrou nenhum inconveniente com a solicitação dos advogados de defesa. “Não estamos aqui apenas para punir. Que o tribunal aceite a libertação desses pais de família”, disse Alhassane Baldé, procurador-geral do Tribunal de Recurso de Conacri.

“Consciente de que deve haver paz neste país, o Senhor Presidente, concorda em libertar esses acusados para que eles possam dormir em paz em casa”, anunciou o magistrado.

O presidente do tribunal, Elhadj Mangadouba Sow, depois de ouvir as duas partes, decidiu libertar os acusados temporariamente. “Tomamos a decisão em alma e consciência. A força deve permanecer com a lei “, declarou o juiz, antes de concluir: “Qualquer que seja a fronteira política, a religião, temos a pátria em comum. Devemos, portanto, preservar a paz”.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo