África Subsaariana | Economia

Guiné-Conacri: Alpha Condé defende “o corte do cordão umbilical com a França”

À margem de uma conferência sobre a emergência africana, realizada em Abidjan no final de março de 2017, o presidente Alpha Condé convidou os seus pares da África francófona a cortar o cordão umbilical com a França, a antiga potência colonial.

Num debate com líderes da Corporação Financeira Internacional (IFC), na quarta-feira, o presidente guineense pediu aos ocidentais para porem em causa as ideias preconcebidas sobre o continente negro, dando mais confiança aos africanos.

Segundo Alpha Condé, infelizmente, que os africanos, entre si, não confiam uns nos outros. “Também devemos confiar nos nossos empresários. Muitas vezes, pensamos que as pessoas que vierem de fora podem fazer melhor. Mas nós temos grandes empresários em África, capazes de enfrentar todos os nossos problemas “, defendeu o presidente Condé.

“Quando eu disse em Abidjan, num debate com os meus colegas incluindo Alassane Ouattara e Macky Sall, para cortar o cordão umbilical com a França, o que isso significa?”, questionou, esclarecendo que não é de todo contra a França. “Mas devemos ser considerados adultos. Quando se tem um cordão umbilical, ainda se é um bebé. Isto significa simplesmente que devemos ter uma parceria de igual para igual”.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo