África Subsaariana

Guiné-Conacri: Conselho de Segurança da ONU apela ao diálogo entre todos os atores políticos

As Nações Unidas manifestaram, através do Conselho de Segurança, preocupação com a contínua situação política e violência na Guiné e em seis outros países africanos às vésperas de prazos eleitorais cruciais.

Em comunicado, o Conselho de Segurança solicitou a todos os atores políticos da Guiné, “independentemente de sua afiliação política“, que retomem o diálogo sem demora, a fim de garantir que os processos eleitorais e as reformas políticas sejam realizados a bem com um amplo consenso.

Na nota presidencial, o órgão da ONU responsável pela paz e segurança internacional pediu ao Escritório das Nações Unidas para a África Ocidental e o Sahel (UNOWAS) que incentivasse todos os atores políticos a usar o diálogo para resolver os seus diferendos.

Várias eleições serão realizadas na região este ano: uma votação legislativa no Mali e seis eleições presidenciais no Togo, Guiné, Costa do Marfim, Burkina Faso, Gana e Níger.

O Conselho sublinhou que os partidos nacionais nesses sete países da África Ocidental devem trabalhar em conjunto “para facilitar a preparação oportuna e a realização de eleições genuinamente livres, justas, credíveis e pacíficas dentro dos prazos e para tomar todas as medidas necessárias para prevenir a violência”.

O Conselho pediu também a todos os candidatos nessas eleições que compitam em igualdade de condições que sejam garantidas e a participação “plena, efetiva e genuína das mulheres” nas eleições.

A instituição lembrou que, nos termos da Carta Africana sobre Democracia, Eleições e Governação, os Estados membros devem garantir que o processo de alteração ou revisão das suas constituições se baseie num consenso nacional, que inclua, se necessário, o uso de um referendo.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo