África Subsaariana

Guiné-Conacri: FMI disponibiliza 23,5 milhões de dólares para fazer face à pandemia de Covid-19

O Fundo Monetário Internacional (FMI), anunciou, em comunicado de imprensa, a aprovação de 23,5 milhões de dólares a favor da Guiné-Conacri, para fazer face à pandemia de Covid-19 .

“Embora o desempenho no âmbito do programa apoiado pelo Fundo permaneça geralmente satisfatório, a Guiné enfrenta riscos de baixa significativos associados à pandemia do COVID-19“.

O Fundo permanecerá estreitamente envolvido com as autoridades do país guineense à medida que a situação evoluir e as autoridades desenvolverem as suas respostas políticas e as necessidades de financiamento evoluírem.

O acordo por um programa apoiado por uma linha de crédito expandida (FEC) apoia o fortalecimento da resiliência da Guiné, ampliação de investimentos e redes de segurança social para aumentar o crescimento e promoção do desenvolvimento do setor privado.

Em 1 de abril de 2020, o Conselho Executivo do Fundo Monetário Internacional (FMI) concluiu a quarta revisão do desempenho económico da Guiné no âmbito do programa apoiado por uma FEC.

A conclusão desta revisão resulta no desembolso imediato do equivalente a 17,213 milhões de DTS (aproximadamente 23,5 milhões de dólares), elevando o total de desembolsos sob o contrato para 86,062 milhões de DTS (aproximadamente 117,6 milhões de dólares).

O acordo FEC de três anos da Guiné foi aprovado pelo Conselho Executivo do FMI em 11 de dezembro de 2017 pelo equivalente a 120.488 milhões de DTS (aproximadamente 170, 1 milhões de dólares no momento da aprovação do contrato, ou 56,25% das cotas da Guiné).

O acordo da FEC visa aumentar a resiliência, aumentar o investimento público em infraestrutura, preservando a estabilidade, fortalecendo as redes de segurança social e promovendo o desenvolvimento do setor privado.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo