África Subsaariana

Guiné-Conacri: FNDC garante que o “golpe de Estado constitucional de Alpha Condé não vai acontecer’

Na sua quarta etapa de resistência ao terceiro mandato, a Frente Nacional de Defesa da Constituição (FNDC) pede aos cidadãos que ocupem as ruas sem violência.

Ibrahima Diallo, chefe de operações da Frente de Defesa da Constituição (FNDC), diz que o Presidente Alpha Condé “recusou-se a receber os religiosos e a atender o seu pedido“. Por isso, explica, “fomos obrigados a acabar com a trégua e retomar as manifestações e intensificar a resistência em todo o território nacional”.

“Desta vez, pedimos aos cidadãos que saiam a todas as ruas para expressar a sua discordância com Alpha Condé e o seu projeto de um terceiro mandato“, declarou aos jornalistas.

Segundo Ibrahima Diallo, não há dúvida sobre a vontade do presidente guineense em conseguir outro mandato. “As suas várias saídas confirmaram as suspeitas do FNDC e legitimaram a luta que estamos a travar contra o seu projeto de um terceiro mandato“, apontou.

Ibrahima Diallo afirma que o apelo à resistência consiste em mostrar a Alpha Condé que a data que definiu para seu golpe de Estado constitucional não vai acontecer porque as pessoas vão se opor.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo