África Subsaariana

Guiné-Conacri: Governo nega formalmente suposto desfalque de mais de 200 mil milhões GNF

O Governo da República da Guiné-Conacri emitiu um comunicado negando formalmente o suposto desfalque de mais de 200 mil milhões de GNF, alegadamente cometido por um governante.

Na nota, o governo guineense refere que “tomou conhecimento, com grande indignação, através da imprensa, de um suposto desvio de fundos públicos de mais de 200 mil milhões GNF, alegadamente cometido por um governante em exercício.

Uma informação sensacionalista que viria de várias fontes, nomeadamente de uma alegada comissão ad hoc, domiciliada na Presidência da República e acusada de lançar luz sobre o desvio de fundos públicos e o peculato financeiro. Essa comissão não existe na Presidência da República.

O governo nega formalmente um escândalo financeiro envolvendo um ministro em exercício.

Alegações, sem fundamento ou evidência comprovada de desvio de fundos públicos por funcionários e agentes do Estado, podem manchar a imagem, reputação, credibilidade e legitimidade da instituição presidencial e do governo. Essas especulações lançam dúvidas sobre a opinião pública e causam enormes danos às instituições nacionais e figuras públicas”.

O Governo deverá interpelar a Alta Autoridade de Comunicação (HAC), para que analise os profissionais da imprensa sobre a divulgação de informações falsas.

De acordo com a nota, a Justiça também poderá identificar, para fins de processos judiciais, todas as fontes potenciais de desinformação.

finalizando, o Primeiro-Ministro recorda o compromisso do governo com a transparência, rigor, justiça e ética na condução e gestão dos assuntos públicos, bem como o respeito escrupuloso pelas Leis da República.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo