África Subsaariana | Europa

Guiné-Conacri: Macron explica porque não felicitou Alpha Condé pela reeleição

Referindo-se à reeleição de Alpha Condé como presidente da Guiné-Conacri, o presidente francês, Emmanuel Macron declarou que “A situação é grave na Guiné após a reeleição de Alpha Condé”.

O presidente francês lamenta que o seu homólogo guineense, reeleito em outubro, “tenha organizado um referendo e uma alteração da Constituição para poder manter o poder”, noticiou a AFP na sexta-feira.

“Penso que a situação na Guiné é grave para a sua juventude, para a sua vitalidade democrática e para o seu progresso”, disse o presidente francês numa entrevista publicada sexta-feira pelo Jeune Afrique.

Alpha Condé, de 82 anos, foi reeleito na primeira volta das eleições presidenciais em 18 de outubro, com 59,50% dos votos, mas a oposição denunciou irregularidades de todos os tipos após uma campanha conturbada.

“O presidente Condé tem um historial na oposição que teria justificado que ele mesmo tivesse organizado uma boa alternância do governo. Mas, na verdade, organizou um referendo e uma mudança na Constituição apenas para poder manter o poder. É por isso que ainda não lhe enviei uma carta de felicitações”, disse Emmanuel Macron.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo