Guiné-Conacri: Ruas desertas apesar de apelo a manifestações contra reeleição de Alpha Condé

O apelo às manifestações lançado pela oposição contra a contestada reeleição de Alpha Condé não teve adesão, visto que a população permaneceu confinada em casa, tanto em Conacri como na província.

As ruas de Conacri estiveram particularmente vazias na terça-feira, dia para o qual a oposição convocou protestos contra o polémico terceiro mandato do presidente Alpha Condé.

O apelo às manifestações esbarrou na presença de forças de segurança nas principais ruas da capital na terça-feira. Com as ruas vazias, o tráfego fluiu e muitas lojas permaneceram encerradas.

Mesmo assim, o líder da oposição, Cellou Dalein Diallo, que ficou em segundo lugar na eleição presidencial de 18 de outubro, segundo os números da Comissão Eleitoral Nacional Independente (CENI), congratulou-se com o “grande sucesso” do dia, apesar da ausência de aglomeração.

“Não temos preferência entre levar as pessoas às ruas ou criar as condições para a paralisia total de Conacri e do resto do país”, disse.

“Ou ainda, se quiser, preferimos que a população fique em casa e paralise o país, ao invés de sair para se reunir e ser massacrada pela polícia sem escrúpulos”, acrescentou Dalein.

O líder da União das Forças Democráticas da Guiné, Cellou Dalein Diallo, que reivindica 53% dos votos, declarou-se vencedor no dia seguinte à votação e exige o reconhecimento da sua vitória na primeira volta

A violência pós-eleitoral já matou 21 pessoas, incluindo membros das forças de segurança. No entanto, a oposição garante que pelo menos 27 foram morreram.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Ucrânia e Rússia adiam negociações para esta quinta-feira

Ucrânia e Rússia adiam negociações para esta quinta-feira

As negociações entre a Ucrânia e a Rússia foram adiadas para esta quinta-feira, 03 de março.  A delegação ucraniana está…
Portugal agradece à Roménia apoio no repatriamento de portugueses e ucranianos

Portugal agradece à Roménia apoio no repatriamento de portugueses e ucranianos

O primeiro-ministro português, António Costa, manifestou publicamente ao Presidente da Roménia, Klaus Iohannis, a sua gratidão pelo apoio prestado na…
Guiné-Bissau: PGR quer vigilância acrescida a pessoas com enriquecimento anormal

Guiné-Bissau: PGR quer vigilância acrescida a pessoas com enriquecimento anormal

O Procurador-geral da República (PGR) pediu aos magistrados para estarem atentos às pessoas que procuram vias fáceis para enriquecer, às…
Moçambique: Oposição critica "silêncio" do Governo sobre invasão à Ucrânia

Moçambique: Oposição critica "silêncio" do Governo sobre invasão à Ucrânia

A Renamo e o MDM, partidos moçambicanos da oposição, condenam a invasão da Rússia à Ucrânia. Ambos criticam o “silêncio”…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin