África Subsaariana | Europa

Guiné-Conacri: UE põe em dúvida credibilidade dos resultados eleitorais

O Alto Representante da União Europeia (UE) para os Negócios Estrangeiros e Política de Segurança divulgou, na terça-feira, uma declaração no âmbito das eleições presidenciais de 18 de outubro, na Guiné-Conacri.

Josep Borrell afirmou que “A União Europeia regista o anúncio dos resultados provisórios pela Comissão Eleitoral Nacional Independente (CENI) da Guiné”.

O alto-representante acrescentou que “embora a votação tenha decorrido com calma, subsistem dúvidas quanto à credibilidade do resultado, em particular no que se refere ao relato da ata e à contagem final dos votos. Estes terão de ser tratados através de um diálogo inclusivo e da continuação do processo de validação legal.”

Borrell que a instituição está a apoiar os esforços de diplomacia preventiva desenvolvidos pela CEDEAO, a União Africana e as Nações Unidas para restaurar a confiança. Nesse sentido, frisa que “todos os atores envolvidos neste processo devem poder usufruir plenamente da sua liberdade de movimento e expressão”.

O Alto Representante da União Europeia recorda às autoridades que garantam todos os meios de comunicação, em particular o acesso à Internet, em todas as circunstâncias.

A UE condena uma vez mais a violência que causou a morte de muitas pessoas, independentemente dos autores e insta as autoridades a iniciar investigações independentes para que a justiça possa ser feita o mais rápido possível.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo