África Subsaariana | Crise

Mais de mil migrantes tentam entrar em Ceuta

Mais de mil migrantes procedentes da África subsaariana tentaram entrar no enclave espanhol de Ceuta, em Marrocos, a “porta” da Europa para quem sai do continente africano, às 4h locais do Ano Novo, de uma maneira “extremamente violenta e organizada”, segundo as autoridades locais.

Dezenas de migrantes conseguiram chegar ao cimo de um muro com seis metros de altura e arame farpado, mas foram impedidos de continuar pelas forças de segurança. Apenas dois foram admitidos em Ceuta para serem transportados para o hospital e receberem tratamento.

“Esta tentativa frustrada pelas forças de ordem permitiu a prisão do conjunto de imigrantes clandestinos, no entanto lamentamos meia centena de feridos, entre os quais há dez feridos graves das forças de segurança”, indicou um comunicado do Ministério do Interior marroquino.

Ceuta e Melilla constituem as únicas fronteiras terrestres entre a União Europeia e a África muitas vezes usados por migrantes que querem entrar na Europa.

 

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo