África Subsaariana | Ásia

Namíbia acolhe fábrica de munições norte-coreana

Segundo um relatório do Conselho de Segurança das Nações Unidas, o governo da Namíbia está envolvido em negócios com a Coreia do Norte em clara contravenção com as sanções impostas pelas Nações Unidas ao regime de Pyongyang.

Entre as parcerias em curso entre os dois governos consta a construção de uma fábrica de munições na capital Windhoek, ainda que as autoridades namibianas argumentem que a referida fábrica iniciou a laboração na base militar de Oamites, na região de Rehoboth, no ano passado.

O ministro da Defesa namibiano, Penda Ndakolo, negou a existência de projetos comerciais com a Coreia do Norte no setor da defesa, entre os quais constam também a construção de uma academia militar e a construção do novo quartel-general do ministério da Defesa.

No entanto, o referido relatório do Conselho de Segurança refere uma entidade de direito namibiano, designada: Mansudae Overseas Project Group, que é participada pela Korea Mining Development Trading Corporation (KOMID), a qual é referida pelo Tesouro norte-americano como a principal empresa norte-coreana na área do armamento e principal exportadora de equipamentos militares e componentes de mísseis balísticos.

O mesmo relatório refere ainda que em agosto do ano passado trabalhadores norte-coreanos estavam envolvidos em trabalhos de recuperação e atualização da base militar de Suiderhof, nos arredores de Windhoek.

 

 

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo