Nenhum país africano reuniu os critérios de “boa governação” em 2016

Pela sexta vez em 10 anos, o júri do prémio Mo Ibrahim não conseguiu designar um vencedor por uma “governação excecional”. Assim, nenhum país africano receberá o prémio de 5 milhões de dólares, distribuído durante 10 anos.

Criado por Mo Ibrahim, empresário nas telecomunicações anglo-sudanês, o prémio com o seu nome recompensa antigos chefes de Estado ou do governo de um país da África Subsaariana, eleitos democraticamente, que tivesse deixado o poder nos decorrer dos últimos três anos de acordo com a constituição dos seus países.

O prémio Ibrahim para a Excelência na Liderança Africana já foi atribuído a quatro antigos chefes de Estado: Joaquim Chissano, Moçambique, em 2007, Pedro Pires, Cabo Verde, em 2011, Festus Mogae, Botswana, em 2008, e Hifikepunye Pohamba, Namíbia, em 2014. Nelson Mandela, ícone da luta contra o apartheid, foi distinguido honorariamente com o prémio Mo Ibrahim em 2007.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Investigadora do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra ganha pela segunda vez concurso ERC

Investigadora do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra ganha pela segunda vez concurso ERC

A Investigadora Principal do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra (CES-UC), Ana Cristina Santos, acaba de ganhar um…
Cabo Verde: PR propõe fundos para autonomia dos municípios

Cabo Verde: PR propõe fundos para autonomia dos municípios

O Presidente da República de Cabo Verde, José Maria Neves, propõe a criação de um Fundo de Desenvolvimento Local e…
Timor-Leste: Representante da CPLP apela à participação nas presidenciais

Timor-Leste: Representante da CPLP apela à participação nas presidenciais

O chefe da missão de observação da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) às eleições presidenciais em Timor-Leste, o…
Dia Mundial do Teatro celebrado no Rossio e online

Dia Mundial do Teatro celebrado no Rossio e online

Este ano, o Teatro Nacional D. Maria II celebra o Dia Mundial do Teatro no Rossio, mas também noutras zonas…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin