Níger: Ambiguidades dos resultados eleitorais geram incerteza e insegurança

Apesar de o ministro do Interior e membro do Comité Executivo nacional do partido nigerino para a Democracia e o Socialismo (CEN PNDS), Hassoumi Massaoudou, ter vindo afirmar publicamente, em declarações à imprensa internacional, que os resultados provisórios das eleições presidenciais e legislativas de 21 de fevereiro de 2016 são transparentes, acrescentando que a prova disso é o facto de a oposição estar largamente representada em Niamey, na verdade os resultados anunciados até ao momento, que não ultrapassam os 3% (cerca de 20/308 distritos apurados) estão a gerar alguma controvérsia junto da oposição que, entretanto já começou a contestar certos resultados em determinadas regiões, como é o caso da região de Zinder, onde são identificadas mais de 2000 mesas de votos fictícias. A oposição já fez chegar esta informação à Comissão Eleitoral Nacional Independente (CENI).

Por outro lado, os rumores que circulam na Capital nigerina indicam que não há nenhum deputado da oposição em Niamey, o que vem contrariar claramente as declarações feitas pelo ministro Massaoudo.

Esta situação está a provocar algum sentimento de incerteza e insegurança junto da população nigerina.

Neste momento, e após resultados de 20 distritos eleitorais, o presidente incumbente, Mahamadou Issoufou, está à frente com 40%, seguido do ex-presidente da Assembleia, Hama Amadou, com 29% dos votos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Brasil: bloqueio da aplicação Telegram 

Brasil: bloqueio da aplicação Telegram 

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes revogou neste domingo (20) a decisão, assinada por ele mesmo…
Moçambique: Chuvas intensas "desligam" o país ao longo da estrada EN1

Moçambique: Chuvas intensas "desligam" o país ao longo da estrada EN1

Desde o sábado passado, Moçambique está dividido, em resultado do arrastamento pelas águas das chuvas, de duas pontes ao longo…
Brasil: zero imposto

Brasil: zero imposto

Com vistas à eleição presidencial, Governo Federal zera imposto de importação no etanol e de alimentos básicosO governo federal anunciou…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin