África Subsaariana | Crise

ONU divulga Plano de Resposta Humanitária para os Camarões

O Escritório da ONU para a Coordenação dos Assuntos Humanitários divulgou esta terça-feira na sua página oficial o Plano de Resposta Humanitária para os Camarões 2017-2020. O objetivo é levar até 2020 ajuda humanitária a cerca de 1,2 milhões de pessoas em quatro regiões principais: região de Adamaua, região Este, Norte e Extremo Norte.

A crescente violência no Nordeste da Nigéria tem levado milhares de pessoas a deslocarem-se para a região norte dos Camarões, um país que por si só já é vulnerável nas questões de segurança, insegurança alimentar, desnutrição e epidemias, sendo também o país com maior número de refugiados vindos da República Centro-Africana.

Este Plano de Resposta prevê quatro linhas principais: assistência coordenada e adaptada às necessidades das pessoas em situação de maior urgência; apoio judiciário para garantir a proteção à luz das leis e convenções internacionais; recolha de dados sobre a população em risco e encaminhamento para programas de ajuda humanitária; fortalecimento das populações mais vulneráveis e apoio aos agentes nacionais. A ajuda é necessária para garantir abrigo aos refugiados nigerianos e centro-africanos, na educação, nutrição e segurança alimentar, acesso à água e saneamento, higiene e proteção contra a violência infantil.

Nos Camarões, prevê-se ainda que este ano 2,9 milhões de pessoas precisem de algum tipo de ajuda humanitária. Neste universo as crianças representam 63% daqueles que precisam de ajuda, principalmente nas áreas da educação e da alimentação. O Plano de Ajuda Humanitária necessita de um financiamento de 310 milhões de dólares e de o apoio de 42 entidades parceiras para a concretização de todos os objetivos estratégicos definidos.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo