Quatro narcotraficantes extraditados de África para os EUA

O Quénia anunciou a extradição para os EUA de quatro narcotraficantes acusados de liderarem a maior rede de tráfico de heroína na África Oriental, referiram as autoridades policiais do país.

Baktash Akasha e o seu irmão Ibrahim tinham sido detidos há dois anos no Quénia, em conjunto com dois outros indivíduos, Gulam Hussein e Vijaygiri, na sequência de uma operação da agência anti-droga norte-americana DEA. Segundo esta agência, a rede Akasha era um ponto central no tráfico de heroína com origem no Afeganistão para a Europa e os EUA.

Os quatro homens, que já estão nos EUA, estavam no Quénia em liberdade condicional, enquanto lutavam contra a sua extradição. Foram detidos no último domingo em Mombassa e imediatamente extraditados.

O comunicado refere também que a DEA mantém em curso várias outras operações em território africano, tanto na costa oriental como na costa ocidental, com o objectivo de desmantelar redes de narcotráfico.

 

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Cabo Verde: Orlando Dias apresenta Nova Carta Política para unir o MpD e a Nação

Cabo Verde: Orlando Dias apresenta Nova Carta Política para unir o MpD e a Nação

O candidato à presidência do MpD, Orlando Dias, iniciou 2023 com a apresentação de uma Nova Carta Política para unir…
Angola: UNITA promete mudanças na Lunda Norte

Angola: UNITA promete mudanças na Lunda Norte

O novo secretário provincial da UNITA na Lunda Norte, Francisco Cacoma, prometeu na terça-feira, 03 de janeiro, que vai adotar…
Moçambique: Presidente de Quelimane promete pagar 13º mês de 2022

Moçambique: Presidente de Quelimane promete pagar 13º mês de 2022

O Presidente do Município da Cidade de Quelimane, na Província da Zambézia, Manuel de Araújo, prometeu, na tarde de 4…
Timor-Leste: PIB não-petrolífero subiu 3,9% em 2022

Timor-Leste: PIB não-petrolífero subiu 3,9% em 2022

O Produto Interno Bruto (PIB) não-petrolífero de Timor-Leste cresceu 3,9% em 2022, de acordo com os dados provisórios do Ministério das Finanças. …