RDC: Regime intensifica repressão sobre sociedade civil depois de greve geral que paralisou o país

Vários militantes e ativistas da oposição congolesa foram detidos nas últimas horas em diferentes cidades do país, na sequência da greve geral que na quarta-feira, 17 de fevereiro, paralisou Kinshasa.

Nove membros do movimento Lucha (Lutte pour le Changement), e vinte estudantes foram interpelados pelas autoridades em Goma. Na província de Kivu do Sul, em Bukavu, foram detidas cinco pessoas, incluindo o presidente do movimento Nova Dinâmica da Sociedade Civil (NDSCI), Jean-Crysostome Kijana.

A repressão na RDC intensifica-se, assim, na sequência grande mobilização popular que paralisou o país durante a iniciativa ‘cidade morta’, convocada pelas forças da oposição para contestar o bloqueio político do processo eleitoral imposto pelo presidente Joseph Kabila ao arrepio da Constituição.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: INSS forma quadros em matéria de aposentação obrigatória

Moçambique: INSS forma quadros em matéria de aposentação obrigatória

Mais de 40 técnicos, afetos nas diferentes áreas e unidades orgânicas do Instituto Nacional de Segurança Social (INSS), iniciaram, esta…
Brasil: bloqueio da aplicação Telegram 

Brasil: bloqueio da aplicação Telegram 

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes revogou neste domingo (20) a decisão, assinada por ele mesmo…
Moçambique: Chuvas intensas "desligam" o país ao longo da estrada EN1

Moçambique: Chuvas intensas "desligam" o país ao longo da estrada EN1

Desde o sábado passado, Moçambique está dividido, em resultado do arrastamento pelas águas das chuvas, de duas pontes ao longo…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin