África Subsaariana | Segurança

Ruanda envia unidade de manutenção da paz exclusivamente feminina para o Sudão do Sul

O Ruanda vai enviar uma unidade policial formada exclusivamente por mulheres para o destacamento no Sudão do Sul sob a missão de paz da ONU, informou a polícia ruandesa em comunicado. Este contingente é a primeira equipa feminina a ser enviada em missão estrangeira.

As forças de paz da polícia do sexo feminino que esperam deixar o país nos próximos dias especializam-se em gestão de ordem pública, como controlo de multidões, facilitação de assistência humanitária, escolta e proteção de instalações da ONU, entre outros, segundo a nota.

Dirigindo-se ao contingente, Dan Munyuza, vice-inspetor geral da polícia, instou a força a observar a máxima disciplina, apesar do ambiente volátil.

“Estão bem equipadas, bem treinadas e disciplinadas. O Ruanda espera que sigam os mais altos padrões de comportamento e se conduzam de uma maneira profissional e disciplinada e sempre se esforcem para proteger e promover a imagem do Ruanda no exterior ”, declarou às polícias, apelando ao contingente para manter o seu compromisso e apoio às operações da ONU no sul do Sudão.

Em 2009, o ex-secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, lançou uma campanha para aumentar a participação de mulheres em 10% em unidades militares e 20% em unidades policiais até 2014, mas a meta não foi atingida, segundo a ONU.

O Ruanda foi o primeiro país a implantar soldados de paz da polícia no Sudão do Sul, em 2015, de acordo com a polícia. O país é uma das principais tropas e policias que contribuem com as missões de paz da ONU.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo