Senegal: Apreendidas desde janeiro cerca de 4,5 toneladas de canábis no centro do país

Cerca de 4,5 toneladas de canábis foram apreendidas desde o início do ano pelas alfândegas do centro do país, que abrangem as regiões administrativas de Kaolack, Kaffrine, Fatick e Diourbel, revelou na quinta-feira o Coronel Bourama Diémé, director regional das alfândegas.

“A direção regional do centro procedeu à apreensão, desde o início do ano, de cerca de 4,5 toneladas, no âmbito do combate à droga”, informou o coronel Diémé em declarações aos jornalistas durante visita a Koungheul, uma localidade da região de Kaffrine.

O oficial alfandegário deslocou-se ao local para “encorajar” e “felicitar” os agentes após uma apreensão recorde de 2.282 toneladas de canábis realizada na terça-feira nesta área.

“O que me chamou a atenção nesta apreensão, além da quantidade recorde e do modus operandi dos infratores, é a zona em que foi realizada, um elo comercial entre os países da UEMOA ( União Económica e Monetária da África Ocidental EMEA e CEDEAO (Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental) ”, explicou o diretor regional das alfândegas.

O responsável sublinhou que isso mostra que os funcionários demonstraram observação e profissionalismo reiterando a determinação da administração aduaneira de tomar as medidas necessárias para conter este tipo de tráfico.

Aproximação do Magal de Touba

“Estamos a chegar ao Magal de Touba, um evento que vai originar um grande fluxo de pessoas, mercadorias e meios de transporte. As nossas fiscalizações incidirão principalmente sobre esses fluxos”, lembrou o Coronel Bourama Diémé.

Nesse sentido, apelou aos estrangeiros, nacionais da CEDEAO e senegaleses na diáspora, a respeitarem os aspetos dos regulamentos para ajudar as forças de defesa e segurança a filtrar todos estes fluxos.

“Desde o início do ano, ao nível da subdivisão Kaffrine, apreendemos três toneladas de medicamentos falsos e 2,4 toneladas de canábis no valor de 250 milhões de francos CFA ‘”, indicou o Chefe da subdivisão aduaneira de Kaffrine, Comandante Ahmadou Bamba Sène.

“Kaffrine é uma área estratégica. Por isso, como prelúdio do Grande Magal de Touba, estamos a monitorizar para garantir que produtos proibidos não entrem no território aduaneiro e ponham em risco a saúde das populações” assegurou, apelando às populações para que colaborem com as forças de defesa e segurança para o seu bem-estar.

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Timor-Leste: Estado gasta 53 mil euros por dia em veículos

Timor-Leste: Estado gasta 53 mil euros por dia em veículos

O Ministério das Finanças de Timor-Leste divulgou dados que indicam que o Estado gastou mais de 57 mil dólares americanos…
Brasil: Bolsonaro poderá vir a ser deportado dos EUA

Brasil: Bolsonaro poderá vir a ser deportado dos EUA

No dia 30 de dezembro do ano passado, o então presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, deixou o país rumo ao…
Ato em Lisboa procurou defender a democracia no Brasil

Ato em Lisboa procurou defender a democracia no Brasil

Cerca de 38 organizações portuguesas e quase 300 pessoas assinaram um documento de apoio ao governo democraticamente eleito do Brasil…
Brasil: Empresários do estado do Espírito Santo apostam em investimentos em Portugal

Brasil: Empresários do estado do Espírito Santo apostam em investimentos em Portugal

O investimento social e cultural é o foco da Associação de Portugueses do Estado do Espírito Santo, no Brasil. De…