África Subsaariana

Senegal: Capitão Dièye apresenta suspeitas de envolvimento de ministro no desaparecimento de drogas apreendidas

O vice-presidente da Assembleia Nacional, Moustapha Cisse Lô, já tinha acusado altos funcionários do país de estarem envolvidos no tráfico de drogas no Senegal.

Corroborando essa acusação, o capitão Mamadou Dièye revelou que um ministro está implicado na compra de uma quantidade de drogas apreendidas por um comissário de polícia, sustentando a convicção de que personalidades de alto escalão são cada vez mais considerados transportadores das quantidades de drogas apreendidas  no mar e em solo senegaleses.

Esta situação vem levantar mais preocupações porque grande parte das drogas armazenadas ou lacradas pela alfândega ou pela polícia geralmente desaparece em condições que ninguém pode explicar.

Depois de Cissé Lô, foi o capitão Dièye que foi afastado do Exército devido às suas tomadas de posição contra o regime, por acusar um ministro da República.

“Um comissário disse-me que, após uma grande apreensão de drogas e pouco antes da cremação, houve um ministro que queria que ele lhe vendesse a droga apreendida. Perante a sua resistência, o ministro ameaçou-o”, revelou Mamadou Dièye numa estação de televisão.

Este testemunho vem reforçar a tese de que a perda de certas quantidades de produtos proibidos, após apreensões espetaculares, geralmente resulta de manobras no topo do estado.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo