África Subsaariana | Economia

Senegal: Governo acusado de mentir sobre números da dívida pública do país

Os dados fornecidos pelo ministro das Finanças, Abdoulaye Douada Diallo sobre o montante da dívida pública senegalesa foram negados pelo ex-ministro Thierno Alassane Sall.

Na sessão de sábado na Assembleia Nacional sobre o projecto de lei do orçamento retificativo, o Ministro das Finanças e do Orçamento, Abdoulaye Daouda Diallo, disse que a dívida pública foi de cerca de 7 mil milhões FCFA e que poderia chegar a 7364 em dezembro.

Perante os deputados, o ministro descartou qualquer regresso de um ajustamento estrutural e indicou que o Senegal, apesar da lenta economia estava entre os cinco países da zona UEMOA com baixo risco da dívida.

No entanto, o ex-ministro da Energia Thierno Alassane Sall, que deixou o governo por se recusar a assinar contratos para a firma francesa Total, alega que os números apresentados são “números de maquilhagem”, mostrando documentos para provar as suas alegações.

De fato, na página do FMI, está claramente indicado que a dívida bruta do governo chegava a 8 mil milhões FCFA em 2018 e poderia atingir a quantia de 9004 mil milhões.

Daouda Diallo, referiu que “a dívida pendente é, até à data, 7,261.76 bilhões F CFA, está projetada para 7 364 bilhões F CFA, no  fim Dezembro de 2019 e representa 51,5% do PIB (produto interno bruto), contra uma norma comunitária fixada em 70%.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo