África Subsaariana

Senegal: Governo autoriza venda de ativos da Cairn no petróleo Sangomar

A empresa britânica Cairn Energy anunciou que todas as aprovações necessárias do governo do Senegal e de terceiros em relação ao acordo para vender todas as suas participações à Woodside Petroleum no projeto Sangomar foram recebidas. A finalização do contrato está prevista para ocorrer antes do final deste ano e renderá à Cairn cerca de 525 milhões de dólares.

Este valor levará em consideração o preço de compra estimado em 300 milhões de dólares e o reembolso de 225 milhões das despesas incorridas com a venda dos ativos desde 1º de janeiro de 2020. Além disso, uma vez que a venda seja concluída, a Cairn pagará aos acionistas um dividendo especial de 32 pence por ação ordinária elegível, totalizando aproximadamente 250 milhões de dólares.

A empresa, que atualmente se encontra com falta de liquidez, concluirá assim a consolidação do seu capital social ordinário.

Ressalta-se que um adicional de até 100 milhões de dólares será pago à empresa, caso a data prevista de produção do primeiro barril do Sangomar seja atendida. Alguns detalhes do contrato mostram que o valor exato dessa transação será decidido com base nos preços do petróleo no início da produção em 2023.

Espera-se que a Fase 1 de Sangomar produza 100.000 barris de petróleo bruto por dia.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo