África Subsaariana

Senegal: Grande Imã de Dakar decide não reabrir mesquitas

Depois de o presidente do Senegal, Macky Sall, ter anunciado o alívio das medidas de confinamento tomadas devido à pandemia de Covid-19, entre as quais a reabertura das mesquitas, o grande imã de Dakar decidiu contrariar a decisão do chefe de Estado e manter os locais de culto encerrados.

Numa nota enviada à imprensa, o imã El Hadji Alioune Moussa Samba, indica que tomou “nota das medidas de socorro tomadas” por Macky Sall, e explica essa escolha pela progressão da pandemia de Covid-19 na capital senegalesa.

Devido à evolução da pandemia e ao número de casos que aumenta dia a dia, o Grande Imã de Dakar, El Hadji Alioune Moussa Samba, lembra a todos os muçulmanos que a medida da suspensão temporária das orações na grande mesquita de Dakar vai continuar”, refere o comunicado à imprensa.

As razões apresentadas para o encerramento das mesquitas permanecem hoje mais válidas do que nunca. É nossa responsabilidade garantir a segurança da saúde dos fiéis. Acontece que não temos meios de impor gestos de barreira para evitar possíveis contaminações na grande mesquita de Dakar“, reiterou o religioso, instando os fiéis a orar em paz, serenidade, paz de coração e mente.

El Hadji Alioune Moussa Samba, de acordo com o Grande Serigne de Dakar El Hadji Abdoulaye Makhtar Diop, chefe superior da comunidade de Lébou e dignitários, convida os líderes dos doze “Pinthies” e os imãs da comunidade “a tomar cuidado e permanecer muito vigilante, garantindo o encerramento dos locais de culto”.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo