África Subsaariana

Senegal: Hissène Habré volta para a prisão

O ex-ditador do Chade foi conduzido no domingo à noite à prisão de Cap Manuel, onde cumpre uma sentença de prisão perpétua, principalmente por crimes contra a humanidade, anunciou a RFI.

A 6 de abril passado, Hissène Habré foi autorizado, por motivos de saúde face ao Covid-19, a deixar a prisão por um período de 60 dias. Um tempo que passou sob vigilância penitenciária entre as casas das suas duas esposas em Dakar. A autorização expirou no sábado, 6 de junho.

A informação foi confirmada na noite de sábado pelo ministro da Justiça senegalês, Malick Sall.

Entretanto, um comunicado de imprensa divulgado no domingo pela esposa de Hissène Habré, Fatime Raymonne Habré, denuncia “riscos” ainda mais graves para a saúde de Hassé do que no início da autorização”, num momento em que o Senegal já registou mais de 4.000 casos de Covid-19.

Segundo o comunicado de imprensa, o juiz recusou o pedido de renovação da autorização, dizendo que Hissène Habré deveria voltar para a prisão e esperar um mês antes de fazer outro pedido.

Por seu lado, Reed Brody, advogado da ONG Human Rights Watch (HRW) e defensor das vítimas de Hissène Habré, assegura que, segundo as informações que possui, as condições da prisão de Hissène Habré não apresentam nenhum risco para a saúde do ex-ditador.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo