África Subsaariana | Europa | Segurança

Senegal: Macky Sall em Paris no âmbito do “apelo de Christchurch” para o combate à violência online

Emmanuel Macron e a primeira-ministra neozelandesa, Jacinda Ardern, apelaram à mobilização contra a violência online lançaram na quarta-feira em Paris o “apelo Christchurch“, dois meses após a transmissão ao vivo no Facebook do ataque contra mesquitas na Nova Zelândia

O Eliseu vai reunir `vez os chefes de Estado e de Governo como o rei Abdullah, da Jordânia, o presidente senegalês, Macky Sall ou a britânica Theresa May e os patrões dos gigantes digitais, entre os quais o Google, Twitter e Facebook.

Conforme explica o Eliseu, a preocupação comum é  “Pedir aos países e às grandes empresas digitais que ajam contra o terrorismo e o extremismo violento online”.

Simbolicamente, a reunião começará com um ‘Karanga‘, uma canção tradicional Maori para expressar a dor do povo da Nova Zelândia após o massacre de 51 muçulmanos em Christchurch em 15 de março.

Este ataque provocou um choque porque o ataque foi “concebido para ser viral”, explica Jacinda Ardern ao Monde. “O Facebook, que foi usado como uma plataforma de transmissão ao vivo, tentou remover o vídeo: removeram-no 1,5 milhão de vezes. Durante as primeiras 24 horas, foi colocado de volta no YouTube a cada segundo “, disse a primeira-ministra.

Perante tal fenómeno, “não podemos agir sozinhos” na escala de um país, insiste Jarden. “É preciso uma resposta global para uma rede global”.

A esta preocupação juntou-se a de Emmanuel Macron, e os dois líderes estabeleceram o “apelo de Christchurch“, que juntou cerca de vinte líderes e chefes, incluindo os primeiros-ministros canadiano, Justin Trudeau, da Noruega, Erna Solberg, ou irlandês, Leo Varadkar bem como o vice-presidente indonésio, Jusuf Kalla.

“O objetivo é fornecer medidas de trabalho para o futuro”, especialmente em termos de “capacidade de resposta a incidentes,” e “colaboração” entre os diferentes actores, plataformas, os Estados e a sociedade civil”, sublinhou o Eliseu.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo