África Subsaariana

Senegal: Supremo Tribunal confirma exoneração de Ousmane Sonko

Foto: Ousmane SONKO @SonkoOfficiel

A câmara administrativa do Supremo Tribunal acaba de confirmar a exoneração de Ousmane Sonko, nesta quinta-feira, 12 de dezembro de 2019. Na sua decisão, a Câmara Administrativa rejeita o apelo introdutório do Sindicato dos Impostos, alegando que o líder do partido Pastef Patriotes faltou às suas obrigações.

Recorde-se que o principal inspetor tributário, Ousmane Sonko, foi demitido da administração senegalesa pelo decreto presidencial número 22016-1239, adotado em 26 de agosto de 2016. O líder do Pastef, que conserva os seus direitos à pensão e reforma, foi demitido “por violação da obrigação de discrição profissional”, um argumento contestado na época pelo interessado que ingressou na Ordem dos especialistas em impostos do Senegal em 26 de junho de 2019.

O deputado considera que essa decisão foi tomada devido às suas revelações sobre “fraude fiscal” à Assembleia Nacional e sobre as “acusações de intrigas” sobre o petróleo e gás, apresentadas contra o Ministro do Interior, Aly Ngouille Ndiaye, e o irmão do Presidente, Aliou Sall.

Ousmane Sonko, reagiu à decisão do Supremo Tribunal dizendo que não lhe interessava e que nunca voltaria ao serviço público.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo