África Subsaariana

Senegal: UNAPECS apoia a Instituição Sainte Jeanne d’Arc na polémica sobre a interdição de uso de véu

A UNAPECS (União Nacional das Associações de Pais para a Educação Católica no Senegal),  um órgão consultivo do Gabinete Nacional de Educação Católica do Senegal (ONECS), declarou na terça-feira, em comunicado, que a controvérsia sobre a proibição do véu na instituição de Santa Joana d’Arc “não pode e não deve ser reduzida a um assunto religioso, mas puramente laico, um assunto de cidadania. Trata-se de uma questão de discernimento”.

A organização recorda que o preâmbulo dos regulamentos internos do estabelecimento declara que “A Instituição Sainte Jeanne d’Arc é uma instituição bicultural que enraizou os seus valores nos estatutos da Educação Privada Católica. A instituição está sob a supervisão da Congregação Saint Joseph de Cluny, do Ministério Senegalês de Educação Nacional e da Agência de Educação Francesa no Exterior. A inscrição de um aluno obriga à adesão às regras de procedimento e compromisso de respeitá-la. Qualquer violação do presente regulamento justifica a aplicação de um processo disciplinar”. Ainda que “O Artigo 5.2 desta lei estipula que: “o penteado deve ser discreto, limpo e descoberto, tanto para meninas quanto para meninos. (…) Nenhum outro traje suplementar é permitido”.

O UNAPECS enfatizou que “Todos sabemos que, ao assinar o documento, os pais comprometem-se com o estrito cumprimento das regras e devem assumir, com responsabilidade e não agir na manipulação, as consequências ao não cumprimento do presente regulamento”.

A declaração refere “que, ao concordar em matricular o seu filho numa instituição pública ou privada, os pais ou responsáveis aderem, de fato, ao regulamento interno”.

“A estabilidade e a qualidade de uma estrutura são garantidas pelo respeito aos procedimentos e processos estabelecidos na regulamentação e aceites de fato por todos os que aderem ao projeto” defende a UNAPECS.

A UNAPECS explica que a Instituição Sainte Jeanne d’Arc existe há oitenta anos, possui uma experiência comprovada e reconhecida por todos em matéria da educação e presta-lhe uma grande homenagem por ter formado várias gerações. “Expressamos à administração todo o nosso apoio na sua política educacional para o sucesso dos nossos filhos, e apelamos a todos os atores para um maior  discernimento e lucidez pelo bem comum de nossos filhos, em particular e em geral pelo bem do povo senegalês”.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo