Shell encerra oleoduto da Nigéria

A gigante alemã Shell avançou na passada terça-feira que interrompeu as operações do oleoduto Trans Niger Pipeline (TNP), na Nigéria, no último dia 21 devido a uma fuga.

“Serão feitos esforços para investigar as causas da fuga e para reparar os estragos”, referiu a empresa sem adiantar o volume de petróleo que deixará de ser escoado devido à paragem.

A TNP abastecia o terminal de exploração Bonny Light que tem uma capacidade de produção de 225.000 barris por dia.

A preocupação da comunidade forçou a Shell a abandonar a produção de petróleo em Ogonilândia em 1993, mas a empresa ainda administra uma rede de oleodutos que atravessam a área.

O porta-voz do Movimento para a Sobrevivência da População Ogoni (MOSOP), Fegalo Nsuke, já avançou em declarações à AFP que não são responsáveis pelo incidente.

O responsável pediu à Shell que considerasse questões como a degradação ambiental, negligência, injustiça e subdesenvolvimento antes de uma eventual retomada da produção em Ogoniland.

Em 2015, a Shell concordou em pagar 61 milhões de euros a mais de 15.500 pessoas e iniciar a limpeza causada por dois grandes derramamentos na Ogonilândia.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Turismo no Brasil

Turismo no Brasil

Presidente de Portugal garante vôos da TAP para o Brasil em noite brasileira organizada por empresas de turismo  O presidente…
Angola: João Lourenço realiza visita privada aos EUA

Angola: João Lourenço realiza visita privada aos EUA

O chefe de Estado angolano, João Lourenço, viajou para os Estados Unidos da América (EUA) nesta quarta-feira, 16 de março.…
Cabo Verde: Cidadãos cabo-verdianos na Ucrânia apelam ao Governo

Cabo Verde: Cidadãos cabo-verdianos na Ucrânia apelam ao Governo

A diáspora cabo-verdiana residente na Ucrânia pede apoio ao Governo de Cabo Verde para lidar com a guerra vivida no local,…
Afeganistão: Sanções norte-americanas piores do que a guerra

Afeganistão: Sanções norte-americanas piores do que a guerra

O povo afegão continua a sofrer desde que os talibãs assumiram o poder do país, em agosto do ano passado.…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin