África Subsaariana | Segurança

Sudão do Sul: Conversações acabam sem um acordo de paz

A última ronda de negociações para a paz no Sudão do Sul chegou ao fim na capital etíope, Adis Abeba, sem acordos concretos das fações, informaram os mediadores. O órgão regional, IGAD, mediou as negociações com o objetivo de acabar com o conflito, que assola o país desde dezembro de 2013.

O presidente sul sudanês, Salva Kiir, acusou o seu então vice-presidente, Riek Machar, de planear um golpe contra o governo, alegações que, embora Machar tenha refutado, acabou por mobilizar uma força rebelde para combater o governo.

A guerra já matou dezenas de milhares de pessoas e deslocou milhões de outras, o que levou as Nações Unidas no início do ano passado a rotularem o país como a maior crise de refugiados da África.

Após as negociações de Addis Abeba, a IGAD anunciou em comunicado que as negociações tinham terminado na quarta-feira depois de “várias tentativas de reduzir as diferenças entre as posições das partes” se mostrarem infrutíferas.

A declaração do IGAD não refere em quais questões os dois lados falharam em chegar a um acordo, mas encorajou a considerarem as propostas do grupo, que “refletem um esforço considerado para identificar um terreno comum entre as diferentes posições de negociação”.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo