Sudão do Sul recupera cidade tomada pelos rebeldes perto da fronteira Etiópia

O governo do Sudão do Sul anunciou esta sexta-feira que recuperou a última cidade antes da base rebelde de Pagak, onde milhares de civis fugiram para fugir dos combates perto da fronteira com a Etiópia. Na operação morreram três soldados sul-sudaneses e cinco ficaram feridos.

Maio-wut esteve sob controlo dos rebelde desdes o início da guerra, no final de 2013, e é uma porta de entrada para o principal reduto rebelde de Pagak. Uma vez nas mãos do governo, enfraquecerá o grupo liderado pelo ex vice-presidente Riek Machar.

Maio-wut está situada ao longo de uma rota de abastecimento para Mathiang, contigua aos campos petrolíferos Paloch, a principal fonte de receitas do governo.

Cerca de 7.000 famílias fugiram para Pagak para escapar aos combates desde que o governo lançou a ofensiva no início deste mês, disse Sarah Nyanath, representante do GESSO, um grupo de ajuda local.

O governo declarou que o seu principal objetivo é assumir o controlo das área nas mãos de Machar, incluindo Pagak, e acabar com o movimento.

Os combates no Sudão do Sul tem forçado milhões de pessoas a fugir de suas casas, dividido populações em linhas étnicas, paralisado a agricultura e reduzido a produção de petróleo.

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Timor-Leste: Três partidos unem-se na Aliança Democrata

Timor-Leste: Três partidos unem-se na Aliança Democrata

São três os partidos timorenses, um dos quais ainda não se encontra registado, que tencionam apresentar-se nas eleições legislativas, previstas…
Guiné-Bissau: UNTG-CS diz supressão do feriado de 3 de Agosto não tem efeito jurídico

Guiné-Bissau: UNTG-CS diz supressão do feriado de 3 de Agosto não tem efeito jurídico

O Secretário-geral da União Nacional dos Trabalhadores da Guiné – Central Sindical da Guiné-Bissau (UNTG-CS), Júlio António Mendonça, disse esta…
Brasil: autoridades apuram desvios de recursos da saúde em Pernambuco

Brasil: autoridades apuram desvios de recursos da saúde em Pernambuco

A Controladoria-Geral da União (CGU) do Brasil participou na Operação Clã, nos últimos dias, cujo objetivo é apurar possíveis irregularidades…
Angola: Mais de 50% das empresas fogem ao fisco

Angola: Mais de 50% das empresas fogem ao fisco

Dos 200 mil contribuintes empresariais controlados pela base cadastral da Administração Geral Tributária (AGT) em Angola, mais de 50% fogem…