África Subsaariana | Ásia

Suspeitas de corrupção nos Jogos Olímpicos de 2016 e 2020

A justiça francesa suspeita que o processo de escolha dos Jogos Olímpicos de 2016 ( no Rio de Janeiro, escolhido em 2009) e 2020 (em Tóquio, escolhido em 2013 ) não foi totalmente transparente.

Numa investigação levada a cabo pelo jornal The Guardian, que durante o último ano tem escrutinado eventos organizados pela Federação Internacional de Atletismo – IAAF (abalada em 2015 por um escândalo de doping sem precedentes), a publicação inglesa diz que a pesquisa conduzida pela França, já não incide apenas sobre o mundo do atletismo, e existe a possibilidade de a escolha das cidades brasileira e japonesa poder estar associada a processos pouco claros.”Este é o primeiro sinal de que a crise está a espalhar-se muito além da IAAF ( Federação Internacional de Atletismo ) e coloca sérios problemas ao Comitê Olímpico Internacional ” , diz o Guardian.

Depois da FIFA e da Federação Internacional de Atletismo, as atenções voltam-se agora para o Comité Olímpico Internacional (COI), mais precisamente para a atribuição das cidades que vão sediar os Jogos Olímpicos de 2016 e 2020, Rio de Janeiro e Tóquio, respetivamente.

No centro da polémica está Lamine Diack, líder da IAAF por 16 anos (até agosto passado) e que em 2015 foi detido por suspeitas de corrupção e lavagem de dinheiro. O senegalês é acusado de negociar o seu voto a troco de patrocínios para eventos da IAAF.

No que respeita aos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro, a organização não é nunca referida como “elemento” corrupto, uma vez que se suspeita que Diack tenha agido de forma a tentar beneficiar a candidatura do Qatar. Quanto à organização japonesa, o dirigente é acusado de ter alterado a sua intenção de voto, de Istambul (Turquia) para Tóquio (Japão), depois de a IAAF ter garantido um patrocinador japonês para as suas provas.

Esta não é a primeira vez que o COI é abalado por um escândalo de larga escala, uma vez que, em 2002, os Jogos Olímpicos de Inverno, realizados em Salt Lake City, estiveram envoltos em polémica, depois de se confirmar a viciação de resultados na patinagem artística.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo