Violência no Kasaï desloca 850 mil crianças na RDC

Cerca de 850 mil crianças foram forçadas a fugir dos conflitos nas províncias do Kasaï , na República Democrática do Congo (RDC), tornando-se numa das “maiores crises de deslocados do mundo”, refere a agência das Nações Unidas para a Infância (UNICEF).  Segundo a organização, muitas das crianças estão em lares de acolhimento ou com parentes.

Os conflitos despoletaram em agosto de 2016, no Kasaï , depois de um líder tradicional ter sido morto em confrontos com forças de segurança. Os combates já fizeram mais de três mil mortos.

No total, 1,4 milhão de pessoas tiveram que sair de suas casas “com 60.000 deslocados apenas em junho”, revelou o representante da UNICEF na RDC, Tajudeen Oyewale.

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Timor-Leste: Três partidos unem-se na Aliança Democrata

Timor-Leste: Três partidos unem-se na Aliança Democrata

São três os partidos timorenses, um dos quais ainda não se encontra registado, que tencionam apresentar-se nas eleições legislativas, previstas…
Guiné-Bissau: UNTG-CS diz supressão do feriado de 3 de Agosto não tem efeito jurídico

Guiné-Bissau: UNTG-CS diz supressão do feriado de 3 de Agosto não tem efeito jurídico

O Secretário-geral da União Nacional dos Trabalhadores da Guiné – Central Sindical da Guiné-Bissau (UNTG-CS), Júlio António Mendonça, disse esta…
Brasil: autoridades apuram desvios de recursos da saúde em Pernambuco

Brasil: autoridades apuram desvios de recursos da saúde em Pernambuco

A Controladoria-Geral da União (CGU) do Brasil participou na Operação Clã, nos últimos dias, cujo objetivo é apurar possíveis irregularidades…
Angola: Mais de 50% das empresas fogem ao fisco

Angola: Mais de 50% das empresas fogem ao fisco

Dos 200 mil contribuintes empresariais controlados pela base cadastral da Administração Geral Tributária (AGT) em Angola, mais de 50% fogem…