Zimbábue: Nelson Chamisa exige presidência

O líder da oposição Nelson Chamisa rejeitou o cargo de líder da oposição que o presidente do Zimbábue, Emmerson Mnangagwa lhe propôs.

Reagindo à proposta do Chefe de Estado,  Nelson Chamisa declarou que “Mnangagwa é fascinante. Eu fui eleito pelo povo para ser presidente e ele quer me fazer um líder da oposição. É como dizer que as pessoas me compraram uma televisão e Mnangagwa diz que aqui é um controlo remoto. Eu serei estúpido em aceitar isto”, indignou-se o líder do MDC.

“Eu quero a minha posição que me foi dada pelo povo para que as pessoas possam conseguir emprego, ir à escola e ser uma nação feliz”, insitiu Chamisa, acrescentando, “Se Mnangagwa quer um líder da oposição, ele deve criar esse gabinete e ir lá e ocupá-lo. Fui eleito pelo povo. Não aceitarei migalhas de pão quando o povo do Zimbábue me deu uma padaria”.

Em setembro, Mnangagwa disse em declarações à Bloomberg TV, sediada nos Estados Unidos, que estava a considerar as vantagens do líder da oposição.

“Sob a nossa democracia parlamentar da Commonwealth, a oposição é reconhecida; reconhecemos o líder da oposição no Parlamento. É isso que vamos fazer”, disse Mnangagwa.

“Mas sob o governo anterior, não houve reconhecimento formal do líder da oposição, mas agora sob minha administração, estamos a adotar a abordagem da Commonwealth para a democracia parlamentar, onde reconhecemos o líder da oposição que recebe certas condições e vantagens no Parlamento”, sublinhou o presidente zimbabweano.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Timor-Leste: Governo começa a dar assistência alimentar durante três meses

Timor-Leste: Governo começa a dar assistência alimentar durante três meses

O Governo timorense começou nesta semana a prestar assistência alimentar, durante três meses, a mais de 18.000 pessoas afetadas pelo…
Moçambique: MDM fortalece bases para as eleições gerais

Moçambique: MDM fortalece bases para as eleições gerais

O Movimento Democrático de Moçambique (MDM) está a realizar um movimento de preparação para as eleições gerais, marcadas para 09…
Secretário-geral da NATO quer adesão da Ucrânia até 2034

Secretário-geral da NATO quer adesão da Ucrânia até 2034

O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenbeg, partilhou a sua esperança de a Ucrânia aderir à Aliança Atlântica nos próximos dez…
Angola: BD acusa MPLA de "manter refém o país e os cidadãos"

Angola: BD acusa MPLA de "manter refém o país e os cidadãos"

O Bloco Democrático (BD) considera que Angola vive os “piores momentos” das últimas três décadas, uma vez que “o regime…