África Subsaariana | Economia

Zimbábue: Nova moeda esperada para esta semana

O ex-ministro das Finanças, Tendai Biti, revelou que o governo vai introduzir uma nova moeda nesta semana, como prometeu o atual ministro das Finanças, Mthuli Ncube.

“O regime introduzirá esta semana uma nova moeda do Zimbábue não apoiada por nenhuma reserva e sem o contexto de reformas estruturais que é um pré-requisito da reforma monetária. Essa mudança é pura insanidade. Uma moeda sem banco é apenas a nota de título com outro nome” declarou Biti na segunda-feira.

Biti revelou ainda que, embora os fundamentos sejam importantes na introdução da moeda, é importante que o mercado tenha confiança no sistema e que atualmente não há confiança na administração de Mnangagwa.

“Não há país no mundo que tenha involuntariamente dolarizado e que tenha conseguido desdolarizar. O Zimbábue não será o primeiro. Embora uma moeda seja sobre fundamentos, em última análise, o fundamento mais importante é a confiança, não há absolutamente nenhuma confiança no regime”, apontou o ex-ministro.

“Considerando os danos e prejuízos infligidos a esta economia pelo seu Banco Central ao longo dos anos até agora, a questão a ser colocada é: o Zimbábue realmente precisa de um Banco Central? Na minha proposta, ele pode e vai conseguir sem um”, defendeu Biti.

Dirigindo-se a uma reunião da Câmara Municipal organizada pela Comunidade Global Shapers Harare Hub no Centro de Celebração em janeiro, o ministro Ncube declarou que o Zimbábue adotará sua própria moeda dentro de doze meses.

Tendai Laxton Biti é o presidente do Partido Democrático do Povo, um proeminente advogado, ativista, político e membro do Parlamento para Harare. Biti fez parte da equipa fundadora do Movimento para a Mudança Democrática em 1999, juntamente com Morgan Tsvangirai, Gibson Sibanda, Welshman Ncube, Nelson Chamisa, Jongwe e outros.

 

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo