África Subsaariana

Zimbábue: Parlamento não vai interrogar Mugabe sobre o negócio de diamantes

O Parlamento do Zimbabué recuou na determinação de questionar o ex-presidente, Robert Mugabe, sobre o desaparecimento de milhares de milhões de dólares em receitas da venda de diamantes. Os deputados que lidam com questões de recursos minerais não forneceram detalhes sobre a anulação da audiência, excepto que a decisão foi tomada depois de consultas com o presidente do parlamento.

Mugabe falhou por duas vezes a convocatória e terminava na terça-feira o prazo podendo o ex-líder ser detido.

“Uma nova comissão será formada após as eleições (30 de julho) e caberá aos seus intervenientes decidir se o convocará ou não”, adiantou um deputado sob condição de anonimato.

Em 2016, Mugabe anunciou que o Zimbábue tinha perdido 15 mil milhões de dólares em receitas de diamantes por corrupção e fuga de capitais por empresas estrangeiras.

O Zimbábue prepara-se para abrir uma nova página com as eleições gerais marcadas para o próximo mês de julho, depois de Robert Mugabe ter estado 37 anos no poder.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo