África Subsaariana

Zimbabwe anuncia primeira morte por coronavírus

A segunda pessoa infetada por coronavírus no Zimbabwe, um homem de 30 anos, morreu na capital Harare, informou a emissora estatal esta segunda-feira.

O ministro da Saúde e Assistência à Criança, Obadiah Moyo, confirmou a morte de Zororo Makamba, a segunda pessoa a testar positivo para o Covid-19 no Zimbabwe“, twittou a Zimbabwe Broadcasting Corporation.

Makamba, filho do magnata das telecomunicações James Makambaque, a quem tinha sido detetado infeção por coronavírus no sábado, tinha viajado para Nova Iorque no final do mês passado e voltou ao país a 9 de março, viajando por Joanesburgo, na vizinha África do Sul.

O governo disse que começou a apresentar sintomas leves semelhantes aos da gripe em 12 de março, que pioraram progressivamente. Makamba consultou um médico e foi instruído a colocar-se em quarentena.

Na sexta-feira, o país registou o seu primeiro caso de coronavírus, um homem de 38 anos que voltou da Grã-Bretanha para a sua casa na cidade turística de Victoria Falls.

O governo encerrou escolas, cancelou eventos públicos e desportivos e restringiu reuniões, numa tentativa de conter a propagação do vírus. Também proibiu funcionários do governo de viajar para fora do país, embora o presidente Emmerson Mnangagwa tenha viajado para a Namíbia no fim de semana para participar da cerimónia de tomada posse do seu homólogo Hage Geingob.

O sistema de saúde pública do Zimbabwe sofre há anos com a falta de equipamentos e medicamentos e existem dúvidas sobre a sua capacidade para lidar com o surto.

O sistema está sobrecarregado e inadequado para lidar com uma epidemia de coronavírus“, disse Norman Matara, secretário geral da Associação de Médicos para Direitos Humanos do Zimbabwe, no fim de semana.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo