África Subsaariana

Zimbabwe: Deputado da ZANU-PF detido devido a extração ilegal de ouro

Dexter Nduna

Um deputado da ZANU PF, Dexter Nduna, e dois cúmplices foram presos sob alegações de extração ilegal de ouro no depósito de resíduos de David Whitehead em Chegutu.

Juntamente com Nduna, são suspeitos o presidente da juventude da ZANU PF de Mashonaland West, Vengai Musengi, e o oficial comandante interino da polícia do distrito de Chegutu, Wonder Chisikwa.

Tatenda Gwinji, presidente do Conselho do Distrito Rural de Chegutu, também foi presa em conexão com o caso.

Nduna, Musengi, Chisikwa e Gwinji apareceram na terça-feira no Tribunal de Chegutu, enfrentando acusações de prospecção de ouro ilegal.

Nduna e Chisikwa foram acusados separadamente por abuso de poder serão julgados a 21 de janeiro. Chisikwa, Musengi e Gwinji foram acusados em conjunto com Tawanda Marufu e Nyasha Nyikadzino.

A acusação alega que, em 13 de novembro do ano passado, ilegalmente e intencionalmente prospetaram minério perto de David Whitehead sem licença, em violação da Lei de Minas e Minerais.

Em 12 de novembro, Nduna, Chisikwa, Musengi e Gwinji supostamente encontraram-se na sede do distrito de Chegutu da ZRP e traçaram um plano para extrair ouro de David Whitehead.

Nduna supostamente decidiu contratar uma escavadora JCB da Yellow Metal Tours em Kadoma e pagou 495 dólares através de Marufu. Chisikwa terá ordenado aos policiais que vigiavam o local que não interferissem antes que o acusado extraísse o minério que carregavam em camiões.

Os suspeitos foram presentes a tribunal na sequência das investigações.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo