Zimbabwe: Escolas reabrem sem professores

As escolas do Zimbabwe reabriram na segunda-feira, recusando os alunos nalguns estabelecimentos porque não havia professores para ministrar as aulas.

A situação acontece depois de a Associação de Professores do Zimbabwe (ZIMTA), que representa 42.000 professores, ter incitado os docentes a nãp comparecerem ao serviço devido a incapacitação e falta de equipamento de proteção individual (PPEs).

Outros sindicatos de professores, como o Amalgamated Rural Teachers Union of Zimbabwe (ARTUZ) e o Progressive Teachers Union of Zimbabwe (PTUZ), também declararam incapacitação nos últimos dias.

O diretor executivo da ZIMTA, Sifiso Ndlovu, informou a imprensa que os seus membros resolveram boicotar as aulas até que a questão dos EPIs nas escolas fosse abordada.

Segundo Ndlovu, “As escolas, principalmente as públicas, ainda não foram equipadas com EPIs e, como ZIMTA, sentimos que não era adequado expor professores e alunos ao COVID-19. Mesmo os pais não têm dinheiro para comprar EPIs e, portanto, a maioria dos nossos membros não compareceu ao serviço. O governo também prometeu recrutar mais professores antes da reabertura das escolas, mas não aconteceu. Outra questão é que os professores não têm como comprar passagem de autocarro para ir trabalhar”.

Apenas começaram a funcionar as aulas de exame ZIMSEC após a aprovação do Gabinete para uma reabertura em três fases.

As restantes classes estão previstas para começar em 26 de outubro, e 9 de novembro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Portugal regista mais 3.194 infetados por covid-19 e ultrapassa os 900 mil casos desde o início da pandemia

Portugal regista mais 3.194 infetados por covid-19 e ultrapassa os 900 mil casos desde o início da pandemia

O boletim epidemiológico, divulgado pela Direção Geral da Saúde esta sexta feira, refere que o número de casos confirmados de…
Presidente da Guiné-Bissau pede melhor tratamento para guineenses em Cabo Verde

Presidente da Guiné-Bissau pede melhor tratamento para guineenses em Cabo Verde

O chefe de Estado da Guiné-Bissau, Umaro Sissoco Embaló, considerou “inaceitável” que houvesse rumores de guineenses barrados à entrada dos aeroportos em Cabo Verde, país onde se…
Timor-Leste: Dirigentes querem demissão de vice-primeira-ministra

Timor-Leste: Dirigentes querem demissão de vice-primeira-ministra

Dirigentes políticos timorenses defenderam nesta sexta-feira, 09 de julho, que a vice-primeira-ministra, Armanda Berta dos Santos, deveria demitir-se por motivos de “ética política”.  A…
Guiné Equatorial: Governo debate crise do setor agropecuário

Guiné Equatorial: Governo debate crise do setor agropecuário

O Vice-Presidente da República da Guiné Equatorial, Teodoro Nguema Obiang Mangue, instruiu o Ministério da Agricultura, Florestas e Meio Ambiente para que apresentasse urgentemente um plano…
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin